segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Recaídas

Meia luz, uma garrafa de água e uma baita dificuldade de empregar as palavras.
Todo mundo percebe, eu também percebi, mas morro sem assumir que tô sentindo falta de alguma coisa boa que, não posso negar, existiu.
Não nos enganamos o tempo todo, e quando o tempo passa e a mágoa vai dando uma trégua, aqueles sorrisos sinceros e momentos felizes encontram um espacinho para aparecer, fazendo com que a gente queira entender o por quê... Por que foi que os deixamos acabar?
Eu podia ter feito algo pra evitar? Será que eu podia ter sido melhor? Preciso entendeeer!
Isso parece um pesadelo, sabe quando parece que você está caindo? Aí você acorda assustado, sentado na cama querendo entender? Eu preciso entender!
Vamos dormir? Volta dormir... Fecha os olhinhos... Esquece isso, já está mais que resolvido, você já está decidida, não tá?! Tentar entender só vai machucar. Mas não, eu sempre fui teimosa. Preciso entender!
Alguém no msn? Não, né. São 3 da manhã e pessoas normais acordam cedo na segunda-feira. Melhor assim, ninguém vai conseguir me explicar mesmo.
Que tal xeretar? Redes sociais são a faquinha de serra do século XXI. Ah, se soubéssemos dar jeito pra tudo na vida como damos pra suprir nossa curiosidade, estaríamos bem ricos!
Conselho de amiga: Delete, bloqueie, mas se quiser que isso seja realmente eficaz, avise todos seus amigos em comum para não te emprestarem suas senhas. Pronto, acessei, vou ver, entenda: eu preciso! Ele não twittou muito, no facebook é feliz, no orkut fala de amor. E me diz, quer saber pra quê? Tudo já começou errado porque cresceu demais antes do tempo, ele que suma e azar de quem o encontrar, mas... Ô nega teimosa.
Parabéns, está pior. Já são 4 da manhã e estou cansada, antena 1 me ajuda? Claaaro que não! E essa música, não, amor não existe, hello! Preciso voltar pra cama, preciso descansar, quando o sol nascer e as pessoas começarem a despertar eu quero viver também, posso?
Volto pra cama, coração na garganta, mãos suando... Ah, essa cama... Tão desconfortável agora, mas pra nós dois ela tinha a medida perfeita. Chega! Ei, que atitude corta pulsos essa sua, hein?! Pra quê lembrar essas coisas? Que tal ligar a TV? Tem um filme bom aí, assiste... Hmm... Não. Tô com preguiça.
Um celular pré pago e sem créditos agora seria muito bem-vindo, mas nãããão, se eu não durmo ninguém dorme: "Amiga? Eu sei que eu nunca te atendo antes do meio-dia, e isso é um grande motivo para você também não me atender na madrugada, mas é que se você não falar comigo agora acho que vou fazer merda."
Tenho os melhores amigos do mundo, fato. "Não se culpe, é só uma recaída, ninguém disse que seria fácil, você tem que ser forte." - Amém.
Botar pra fora tornam essas neuras menores, dentro de nós são imeeeensas... Quase passou.
Ainda preciso entender, mas não vai ser agora, entendi pelo menos isso.
Saber perdoar é uma virtude, mas o perdão só pode ser dado a quem o pede. Não existem meios que justifiquem certos fins, e fim. FORTE! SEJA FORTE! Filosofar vai me dar sono? Nããooo! Droga.
Olha! Chuva! Quem sabe o barulhinho da chuva? Mas nem isso...
Sono hoje só com dramin, mas ele acabou há semanas, assim como meu amor. Que coisa, e eu cheguei a ter certeza que nunca mais precisaria de nenhum dos dois.

Um comentário:

Mi disse...

Seus conselhos pra vc mesma é tudo que vc realmente precisa seguir pois é tudo que sinceramente brota do seu coração. Amu vuxeeeeeee!!!!