sábado, 5 de março de 2011

Carnaval

O programa mais tranquilo, o lugar menos cheio, a música mais antiga, a pessoa mais calada e os dias de chuva, nunca foram tão atrativos.
Então eu tô velha? O carnaval chegou tão rápido que não me permitiu fazer planos pra ele, mas confesso que se eu tivesse feito, eles seriam bem parecidos com o que está acontecendo agora.
Não quero vestir a máscara dos que fingem ser felizes por cinco dias ou precisam dessa época para ser o que eu sou o ano todo.
Eu ando enjoada, sabe?! Enjoada dos tipos comuns que se entregam a essas emoções superficiais, não consigo mais nem fingir tolerar, por isso evito.
A alegria de verdade está em você descobrir que não precisa de data certa para ser alegre, que não precisa do natal para perdoar e nem do reveillon para recomeçar.
Só espero que quando o carnaval terminar, algumas pessoas deixem de usar suas fantasias de palhaço, porque ó, disso o mundo já tá cheio.

- A vida é simples e bela, quando se tem paz no coração, um jogo de tabuleiro, amigos sinceros, música, saúde e um colo bom pra descansar depois.

Um comentário:

Igor sausmikat disse...

Disse tudo Ludy!!!todos nós passamos fases boas e ruins,meu momento não está com eu confesso,até me sinto como se tivesse não sendo uma boa compania pra ninguém e nem uma boa amizade pra ninguém e até outras coisas,até dá desânimo e não é porque a gente quer é que ficamos assim!
Mais alguma hora a fase passa e aí acaba!!
beijos Ludy!!
Igor
meu blog: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter se quiser seguir @blogdoigor05
eu amei esse texto,caiu como uma luva até pra mim!