segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Ansiedade.

"Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado;
Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja"
Mario Quintana


Ansiedade, eis meu maior defeito.
Quem me conhece sabe, não vou me estender falando mal de mim aqui, rs. Comecei a me preocupar pois não vejo nada de positivo nisso.
Prometi este ano me permitir, e fiz. Vivi uma semana que mais parecia um mês.
- Como couberam em tão pouco tempo tantos acontecimentos?
Depois de tanto me permitir comecei me condenar e sentir algo que a princípio pensei que fosse medo, porém, sei bem que o medo é a resposta a uma ameaça conhecida, definida, já a ansiedade é uma resposta a uma ameaça desconhecida, vaga.
Bingo, é isso que sinto!
Ótimo, defini. Agora o mais importante eu não consigo: Lidar com isso.
Até que ponto devemos receber o novo de braços abertos?
Não é fácil ignorar todo um passado e ir achando que tudo que virá veio porque Deus quiz e será perfeito, sem receio algum.
A ansiedade faz a gente perder o juízo, assusta, cega, tira o sono, acelera tudo, dá calafrios.
Às vezes acho que ansiedade também pode ser chamada de paixão.

2 comentários:

disse...

Amiga.. vc conseguiu resumir tdo em um só contexto.. meu Deus.. que ansiedade hein.. imagine eu como estou.. aff maria!!

Priscila disse...

Que lindooooooo!!! E é assim mesmo...tbm sou anciosa absurdo Ludy, de dar frio na barriga rs! Isso é ruim, estranho e me dá medo de vez em qdo rs!