segunda-feira, 18 de maio de 2009

Ela voltou

Para a alegria dos que a amam.
Na cidade pequena onde ela não cabe mais, ela se sentiu imensa, voltou a sorrir.
E junto ao primeiro raio de sol, ela também renasceu.
Deixou a agonia e a insegurança para o tempo e o vento.
Não quer mais ser senhora de suas horas. Resolveu ser apenas dona de seu destino.
Sentou na grama, contou estrelas, lavou a alma, deu risada até ficar com dor na barriga.

Saiu leve.

Pediu ao universo forças e voltou para seus dias cinzentos, mas agora não era cinza como o ambiente em que vivia, era dourada, brilhava e irradiava luz.
Não sabia o que o futuro lhe reservava, mas estava alí, pronta e renovada.
Tinha fé e coragem para enfrentar o que fosse preciso.
Acreditava que tudo nesta vida é merecimento.

Não tem nada melhor do que, mesmo perdendo, você ainda sentir que ganhou muito no coração, ganhou muito em sua vida.

E naquele peito de saudade e incerteza ela, serena, sabe que o melhor ainda está por vir.

" Livrai-me do mal e das pessoas levianas, amém. "

Um comentário:

...."Rafaela"..... disse...

Isso sim é um belo texto...

Amei a doçura das palavras e a sinceridade das mesmas...


Deixa o amor brotar em seu coração, deixa somente o que é bom e do bem prevalecer..Isso pode não mudar o mundo de todos, mas com certeza mudará o seu...

beijos